terça-feira, 4 de abril de 2017

ANEDOTAS

Numa noite chuvosa e sem lua de domingo, há um enorme acidente numa estrada muito movimentada, onde estiveram envolvidos quase uma centena de carros.
Sob o som das sirenes, vários carros do Corpo de Bombeiros e meia dúzia de ambulâncias tentavam ajudar os feridos.
De repente, ouve-se um lamúrio doloroso de um alentejano descendo de um Monza.
- Ai... ai... ai minha orelha! Ai minha orelha!
Um dos enfermeiros corre em seu socorro.
- Calma, meu senhor! O que houve com a sua orelha?
- Ai... ai... eu perdi a minha orelha!
- Não se desespere que nós já vamos encontrá-la!
Depois de uma busca de dez minutos, um bombeiro aparece segurando uma orelha toda ensanguentada.
- É essa a sua orelha?
- Não, não! - resmunga o alentejano - a minha orelha tinha um lápis atrás


Enviar um comentário