quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

ANEDOTAS

 A história de um... peido!  

No mesmo compartimento da carruagem do comboio, seguem 10 pessoas.
Um COCHEIRO, PADRE, MÉDICO, ADVOGADO, RÁDIO-TELEGRAFISTA, SÁBIO, MILITAR, POETA, COMUNISTA e MARICAS.
A dada altura o COCHEIRO dá um peido…
O PADRE diz imediatamente: - Peidus antus est gasis qui transit por via mordifanas at facit pum, apicoando pum, pum et generaliter pff.
Interveio o MÉDICO: - Quanto a mim, são escapadelas de gases provenientes de matérias fecais.
Diz o ADVOGADO: - Nada disso meu amigo, o peido é o grito de  desespero dum sentenciado, clamando liberdade.
Diz o RÁDIO-TELEGRAFISTA: - Qual quê, o peido é apenas um telegrama do cu dizendo: abram as portas que lá vai merda.
Reclama o SÁBIO: - Não  é nada disso, o peido é a ridícula pretensão dum cu que quer falar.
Diz o MILITAR: - Lérias, lérias,  é a voz do canhão reduzindo a humanidade à expressão mais simples.
Diz o POETA: -Eu opino que são suspiros do coração, saindo por engano através do cu.
O COMUNISTA, que escutara atentamente a opinião dos demais, levanta-se e diz: - Estão todos enganados… O peido é o protesto da merda oprimida!
Desabafa o MARICAS: - Não. O peido é o suspiro... dum cu apaixonado!



Enviar um comentário